Davao

Davao

Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de julho de 2010

CURIOSIDADES III

OUTRAS CURIOSIDADES:

Qualquer pessoa pode criar um partido político e concorrer às eleições.
Para cada eleição existem varios candidatos, na última eleição, que aconteceu no mês passado, tinham dez candidatos para a presidência da república.

A cidade de DAVAO é a oitava maior cidado do mundo em extensão territorial.

Na parte leste do país está o "Philippine Trench" ou "Philippine Deep", é o segundo ponto mais profundo do mundo, com 10060 metros de profundidade.

95% da extensão territorial é formada por 11 ilhas, onde vive 95% da população.
Filipinas é formada por 1107 ilhas.

Viajando pelo norte do país viajamos de ônibus. É engraçado que dependendo do trajeto você não consegue reservar um bilhete, ou seja, voçe tem que esperar o próximo ônibus e depender de um assento vago. Todas as pessoas que tem interesse em pegar aquele ônibus fazem uma fila. Enfim, é uma confusão!!!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Música e MEIOS DE COMUNICAÇÃO

A cultura norte-americana sobretudo em relação à música é muito forte.
Por isso aqui praticamente só se houve as músicas de sucesso nos EUA.

Músicas locais praticamente inexistem, algumas poucas são cantadas em inglês.


video


No rádio  algumas estações transmitem em TAGALOG (lingua oficial), algumas em INGLÊS, e algumas em VISAYA (lígua local).
Algumas estações,ainda, misturam duas ou até as três linguas.

Porém as músicas são sempre norte-americanas.

Na televisão poucos canais não são em inglês, alguns poucos são em TAGALOG.

Muitas linguas locais, no caso de Davao, o VISAYA, não têm uma expressão suficientemente grande para terem livros, jornais, revistas e canais de televisão.

A mesma coisa acontece com os jornais, os jornais nacionais, pelo menos que eu vi até agora, são sempre em inglês, depois existem alguns jornais menores em TAGALOG e poucos jornais regionais em VISAYA.

Com livros e revistas é a mesma coisa, praticamente só em inglês.

Em relação ao conteúdo é muito semelhante com aquilo que temos no Brasil. Na pagina de esportes ao invés de predominar o futebol, como no Brasil, aqui prediminam notícias de basquete, esporte nacional, junto com o boxe. No inicio do mês o novo presidente Noynoy Aquino assumiu o governo (pergunta do PINGA-FOGO), dias depois vi na página infantil de um jornal uma reportagem  em inglês explicando didaticamente as propostas no novo governo, achei interessante.

O fato do inglês ser amplamente utilizado por aqui é bom porque eles importam muita coisa pronta como os canais BBC e CNN, jornais, revistas, filmes. Dizem que as estréias dos filmes no cinema em Filipinas chega sempre primeiro que nos demais países, já que os filmes são passados sempre em inglês sem legenda, ou seja, é só o tempo de chegar dos Estados Unidos para as telas de cinema do país.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

ALGUNS PREÇOS

Um real equivale a 25 pesos filipinos, a moeda local é bastante desvalorizada em relação ao real, e quase tudo por aqui é muito barato. 

Até agora a única coisa cujo preço é praticamente o mesmo é equipamento eletrônico, como celulares, iPod, máquina fotográfica, notebook, etc. 


Alguns exemplos de produtos e seus respectivos preços:


Garrafa de água: R$ 0,60

Oferta BIG MC no MC Donad's: R$ 5,00

Bilhete JEEPNEY (transporte público): R$ 0,20

Seis MAÇÃS: R$ 2,20

Sundae MC Donald's: R$ 1,10

Garrafa de Coca-Cola (350ml) no restaurante: R$ 0,90

Garrafa de Coca-Cola (350ml) no supermecado: R$ 0,20

Entrada de CINEMA (inteira): R$ 4,00

quinta-feira, 15 de julho de 2010

CULINÁRIA FILIPINA

Surpreendentemente até agora não tive absolutamente nenhum problema com comida. Eles não comem com a mão, não comem ratos, cachorros, mosquitos. 
 A culinária filipina é um misto de cozinha espanhola, americana, com grande influência chinesa. Eles comem muita carne, sobretudo de frango e porco. MUUUITO arroz, no café-da-manhã, almoço e jantar.  


Uma peculiaridade é o fato de que eles não usam faca.  
Mesmo quando comem carne. Os talheres na mesa são sempre o garfo e a colher, até agora ninguém soube me explicar o porque disso.

A influência ocidental é muito grande, não só, mas principalmente em relação à alimentação. Todas as grandes redes de fast-food estão presentes e fazem grande sucesso por aqui, sem contar as redes locais, que são várias. 

Eles apreciam muito cozinhas estrangeiras, por isso nas grandes cidades como Davao, Luzon e Manila é possível freqüentar restaurantes árabes, italianos, mexicanos, chineses, japoneses, franceses, etc.

Eu realmente ainda encontrei nenhum brasileiro. 
Está ai uma oportunidade de negócio para quem tiver interesse!

Esses são os TRÊS ALIMENTOS que todo estrangeiro deve provar no país: 

DURIAN


Já adianto que esse é o único que eu ainda não experimentei.
É uma fruta famosa, que os filipinos adoram, mas que até agora NENHUM EP GOSTOU!

Dizem que tem um cheiro ruiim, e por consequencia um gosto ruim; os filipinos gostam!

Eles costumam fazer vários derivados a partir da fruta, como balas, doces, tortas, bolos, bolachas, chás, etc.

Estou com um pedaço na geladeira, até amanhã vou experimentar!


BALUT


Esse é SEM DÚVIDA o alimento que gera mais polêmica por aqui.
É um ovo em que eles deixam "passar do ponto", um embrião já desenvolvido.

O que eu comi tinha 18 dias.
Quanto mais velho mais chocante é a aparência ; )

Apesar da aparência o gosto não é ruim, tem gosto de ovo cozido!

HALO HALO
 

O Halo Halo é a sobremesa típica do país.

Experimentei hoje.
Eu gostei, mas em geral não tem uma boa aceitação com os estrengeiros.
É uma mistura de sorvete com leite, adicionada de vários ingredientes:

MILHO, GELATINA, CÔCO, FEIJÃO, etc.

domingo, 11 de julho de 2010

Curiosidades II

MAIS ALGUMAS CURIOSIDADES:

Aqui em Davao existem universidades só para meninas.

Todo universitário deve usar uniforme para ir para a aula.
O uniforme é padrão, porém as cores variam de universidade para universidade.

Em muitas ruas não existem faixas de trânsito, ou porque estão muito apagadas, ou simplesmente porque não foram pintadas, ainda. Por isso mesmo nas ruas em que as faixas estão presentes elas são frequentemente ignorada.
Agora imagina isso em uma cidade de 1 milhão de habitantes.

No Mc Donald's eles vendem pratos prontos de spaghetti.
Isso porque Filipinas é o único país do mundo onde Mc Donald's não é a primeira empresa de fast-food do país, dessa forma eles criaram novos pratos adaptados aos gostos filipinos para bater a rede nacional de fast-food JOLLIBEE.

Os chinelos brasileiros são muito famosos.
É muito comum encontrar HAVAIANAS e IPANEMA nas lojas.
Quando quiser agradar alguém por aqui basta presentear com um par de HAVAIANAS, é considerado um presente "chique".

VÍDEO Gawad Kalinda

video

quarta-feira, 7 de julho de 2010

GAWAD KALINDA (GK)

Comcei antes de ontem, dia 05 de Junho o trabalho na Fundação Gawad Kalinda (GK) em Davao, Filipinas. O termo em inglês significa ("to give care"). A atividade principal é a construção de casas em "GK villages", que são bairros para parte da população local que não tem uma residência fixa.


Como isso funciona na prática?


Patrocinadores, voluntários e moradores locais se juntam para a partir de um financiamento público ou privado, com o apoio do governo, contruir residências em determinados locais ao redor da cidade, denominados "GK villages".

Dentro desses bairros existe um sistema de pontuação para a distribuição das casas para cada uma das famílias interessadas em fazer parte da comunidade.

Além das casas em si, existem as escolas para jovens de até 18 anos, pequenos negócios montados por morados da comunidade, como artesanatos, pequenos mercados, feiras, etc.

Cada casa possui aproximadamente 10 metros quadrados. 

Ao redor de Davao, capital de Mindanao, existem cerca de sete "GK villages". Em cada uma seis programas são desenvolvidos:




1. "Child and Youth Development";
      Educação e atividades com jovens da comunidade.
2. "Community Building";
      Identidade de grupo entre famílias.
3. "Environment";
      Consciência ambiental e cuidado com o meio-ambiente.
4. "Food Sufficiency";
      Sustentabilidade alimentar local.
5. "Health";
      Saneamento básico, demais programas de saúde.
6. "Infrastructure".
      Estrutura básica local, como ruas, jardins, água, etc.



Além da ajuda na contrução de casas, o trabalho consiste em trabalhar em uma das comunidades em um dos seis programas, seja através da implementação de projetos inexistentes, ou na melhoria na realização dos programas já existentes.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

TÁXI EM MANILA

Pegar TAXI EM MANILA, capital do país, é muito engraçado.
O táxi em Filipinas é MUITO barato, por exemplo, uma viagem longa de 20 minutos, que custaria aproximadamente R$ 30,00, marcada no taxímetro custa cerca de R$ 4,00.

Mas é exatamente sobre o taxímetro que eu vou falar.


Uma vez me falaram que na Argentina o segredo é você se passar por um argentino, ou não desvendar que é brasileiro, de forma que o "truque" é não conversar com o motorista, entrar no carro e simplesmente não puxar conversa.

Por aqui essa estratégia não é possível.
Quando entro no taxi o taxista já desliga o taxímetro.

O preço normal é de aproximadamente X.
Para estrangeiros o preço é de três ou quatro vezes X.

Meu "objetivo" é chegar o mais próximo possível do valor X.

Eles usam toda a criatividade deles para não precisarem usar o taxímetro, eu por outro lado, tenho que usar minha criatividade para convencê-los a ligar o taxímetro.


Algumas das justificativas que me deram:

- O taxímetro está quebrado;
- Esqueci de ligar o taxímetro;
- O taxímetro está contando quilômetros a mais;
- Somos afiliados ao hotel Y temos o preço tabelado;
- Etc. etc.


Quando eu entro no táxi eu já espero a desculpa da vez, via de regra eles gostam do argumento de que "esqueceram", então já começam imediatamente a puxar conversa e peguntar uma série de coisas, o mais engraçado é que mesmo nas primeiras vezes em que eu paguei a mais, a diferença, quando convertida para REAIS, era irrisória, por exemplo, na chegada, paguei R$ 10,00 em uma viagem longa do aeroporto ao invés de pagar cerca de R$ 3,00, que equivale a 75 pesos.

Em Davao felizmente é bem mais fácil pegar táxi.

domingo, 4 de julho de 2010

Curiosidades

Algumas CURIOSIDADES:

Todas as principais redes globais estão presentes aqui na capital, dos mais variados setores:
alimentação, vestuário, eletrônicos, carros, etc.)

Os elevadores não têm o número 13;

É necessário tirar o calçado para entrar em residências:

Nesse caso é permitido ficar descalço ou também de meia

Existem dois meios de transporte MUITO diferentes, o geepney e o “tricycle”, ambos muito freqüente nas ruas.

O “motocycle” existe em duas modalidades:
o motorizado e o não motorizado.

O primeiro custa R$ 1,00 cada sete quilômetros, o segundo, R$ 0,50. O geepney, por outro lado, é ainda mais barato, custa de R$ 0,40 um trajeto que pode durar dez quilômetros.

O inglês é uma língua nacional.
Eles justificam isso pelo fato de os ingleses terem dominado a região “recentemente”.

Primeiras Impressões


As primeiras impressões de Filipinas foram excelentes.
Até hoje, dia 03 de Julho, porém, troco o dia pela noite. Acordo às 04:00, aproveito o dia até às 14:00, volto para o hostel, durmo até o final da tarde, acordo e fico até a noite. A cada dia acordo um pouco mais tarde, durmo um pouco mais cedo e pouco a pouco vou chegando nos horários normais.
Conheci bem a capital do país, Manila, cidade de 20 milhões de habitantes.
Cheguei ontem em Davao, extremo sul do país, onde trabalho até Agosto.

CHEGADA EM FILIPINAS

CHEGADA, PRIMEIRO DIA

Sai de Ribeirão Preto às 10:00 do dia 29 de Junho, meu vôo saiu de São Paulo às 19:00, cheguei em Amsterdam às 11:50 do dia 30 de Junho, onde troquei de avião, saindo às 14:05 com destino a Manila.

Cheguei em Manila às 08:30 do dia 1º. Considerando que são 11 horas de fuso horário, a viagem durou menos do que perece, foram só 35 horas de viagem, sendo 25 horas de avião.


Em resumo eu passei a primeira noite no avião e, quando deveria chegar às 21:00 em Manila, na verdade lá eram 08:00 e eu tinha o dia todo pela frente. Cheguei no HOSTEL, fiz o check-in, e fui passear.

A tarde não agüentei e voltei para dormir.