Davao

Davao

Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

VOLTANDO...

Últimos dias de viagem...

Estou agora em Amsterdam, chego em São Paulo dia 21 de agosto.

A sensação de deixar os amigos em Davao foi horrível. Vários hoandeses que me passaram várias dicas de comidas e lugares para visitar por aqui. Foi muito bom poder conhecer a cidade, sempre tive vontade de vir para a Holanda.

Já conheci praticamente tudo o que tinha de mais importante para ver em Amsterdam, amanhã tenho mais um dia e nos dia seguinte de manhã pego o avião pela companhia holandesa KLM de volta para o Brasil.

NOS VEMOS EM BREVE!

PREÇOS VIAGENS

Duas grandes companhias aéreas operam no país, tambem no Sudeste Asiático:

- Cebu Pacific

- Philippines Airlines

Um trecho de viagem dentro de Filipinas custa em média PhP 2.000,00, o que equivale a R$ 80,00. Embora o país não seja essencialmente turístico na maioria das cidades é possível encontrar hotéis de baixo custo, ou albergues.

Em uma refeição você vai pagar em média PhP 150,00, o que equivale a R$ 6,00.
Em um hotel normal o preço varia entre Php 1000,00 e Php 2000,00 para um apartamento duplo, o que vale a R$ 40,00 e R$ 80,00. O transporte também é bastante barato, uma viagem de ônibus de aproximadamente quatro horas custa cerca de PhP 400,00, ou seja, R$ 16,00. Transporte dentro da cidade pode ser feito através de jeepney, tricycle ou táxi.

No entanto, lugares essencialmente turisticos como Boracay, Palawan, Bohol, Cebu, os preços podem ser mais altos, especialemente para turístas ocidentais, que eles chamam todos de "americanos".

Eu acredito que pacotes turísticos em geral não valem a pena para vir para Filipinas, a não ser que seja muito vantajoso devido à passagem aérea. No geral você pode facilmente viajar e conversar em inglês, embora muitas pessoas tem dificuldade em falar inglês, eles entendem e  praticamente todos tem um conhecimento básico.

domingo, 15 de agosto de 2010

FÁBIO em chinês/ japonês

Aqui em Davao, dentre os intercambistas, tem muito europeu, muito coreano, eu da América do Sul, mas acima de tudo MUUUUITOS chinêses e vários japonês. Outro dia vi um livro em japonês e achei curioso o fato de eles lerem de cima para baixo, da direita para a esquerda e do verso para a frente (tudo ao contrário).

Me disseram que eles podiam escrever meu nome com caracteres.


Segue abaixo o resultado.


Fábio em CHINÊS


Fábio em JAPONÊS


quinta-feira, 12 de agosto de 2010

CURIOSIDADES IV

Outras curiosidades sobre o país.

Aqui eles usam o modelo norte-americano para números.

EXEMPLO: 1,000.00 ao invés de 1.000,00.

Em Davao as ruas não tem semáforos.
Não existem ruas preferenciais, o que significa que qualquer carro pode passar a qualquer hora, por isso eles vão devagar em todos os cruzamentos, enfim, vira uma confusão. Em horários de pico, nos principais cruzamentos sempre fica um guarda.

As Havaianas são amplamente conhecidas em Filipinas.
Já faz cinco anos que a Havaianas ganha muito dinheiro por aqui, há dois anos a Ipanema veio para as Filipinas também, são as duas principais marcas  no país, todas as outras são consideradas de baixa qualidade, ou cópias. É comum ver Havaianas, ou mesmo Ipanema, falsificadas na rua por um quinto do preço.

Um par de Havainas por aqui custa em média R$ 40,00.

Uma diária no hotel Marco Polo em Davao custa apenas US$ 100,00.
É o maior prédio da cidade e o hotel mais luxuoso da região de Mindanao.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

CITY JAIL

Ao redor de Davao, Filipinas, existem 16 comunidades GK (Gawad Kalinga), que faz parte da Fundação Gawad Kalinga, de construção de comunidades, onde tenho trabalhado, em parceria com a AIESEC.

Uma dessa comunidades é dentro de uma prisão feminina.
Elas produzem bolsas, chapéus, carteiras com materiais descartáveis.

Então nós temos trabalhado com elas para comercializar esses produtos.

Segunda-feira passada o pessoas que trabalha por lá (AIESECos) organizaram um Show de Talentos, pelas fotos e vídeo não dá nem para imaginar que é uma prisão.




                   

Plano de Negócios GK

Nessa quarta-feira encerrei mais uma etapa do trabalho em Davao, Filipinas. Um dos projetos em que eu estava trabalhando  era a elaboração de um plano de negócios para a produção de paralelepipedos em uma das comunidades Gawad Kalinga, chamada San Nicolas, localizada em Punta Dumalaig, em Matina, Davao. O trabalho foi feito junto com outro AIESECo, Lukas, da Alemanha, com o apoio dos voluntários locais da organização. Há quatro anos parte dos moradores trabalhavam na produção de paralelepipedos para sustento da família e demais pessoas da comunidade. Devido a problemas administrativos ele encerraram as atividades. Hoje muitos deles estão desempregados e com problemas financeiros. Por isso em conversa com o presidente da organização resolvemos reestruturar a produção de paralelepipedos em San Nicolas, junto aos moradores da comunidade.

Durante a semana desenvolvemos o plano de negócios; apresentamos na quarta-feira para as pessoas responsáveis na organização pelo o que eles chamam de programas de "livelihood", ou seja, programas de sustento das famílias uma vez que elas já estão inseridas em uma das comunidades Gawad Kalinga.











Se tiver interesse em ver os documentos, segue LINK abaixo.


SUGESTÕES são bem vindas!


Plano de Negócios
LINK 

Apresentação
LINK 

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

MÚSICA sobre Filipinas

Música BLACK EYED PEAS sobre FILIPINAS.

Eu não gosto mas vale a pena conferir!


LINK para o vídeo (não consegui colocar no BLOG).


Reparar no JEEPNEY!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Crescimento demográfico, ECONOMIA

Antes de vir para Filipinas eu pesquisei algumas coisas sobre o país.
Encontrei principalmente duas coisas:

1. Artigos sobre turismo, praias, beleza natural do país;
2. Notícias sobre o crescimento econômico e demográfico

O país tem uma extensão territorial de 300.000 km², 100 milhões de habitantes.
Densidade demográfica de 292 habitantes/km².
Para termos de comparação a densidade demográfica no Brasil é de 22 hab./km².

Hoje a capital do país, Manila, tem mais de 12 milhões de habitantes.
Se considerarmos só o distrito urbano, a cidade de Quezon é ainda maior. Na cidade de Davao, ao sul, onde eu moro, oitava maior cidade do mundo em extensão territorial, tem 1,5 milhão de habitantes.

O que acontece é que para um país que não é tão grande em extensão territorial nota-se que existe muita gente para pouca oferta de emprego. É comum ver uma peuquena empresa, ou uma loja de shopping com sete, oito funcionários, todos os negócios tem um guarda exclusivo na entrada (no começo achamos que era obrigatório por lei, mas não é, cada negócio opta por ter o seu guarda exclusivo).

A mão-de-obra é muito barata, o que naturalmente atrai muita empresa, a maioria das grandes redes estão presentes em Filipinas, também pelo grande mercado consumidor. O que me disseram é que muitos coreanos tem negocios no país, ao invés de abrirem negócios na Coréia. A grande maioria dos maiores shoppings não são de propriedade de filipinos, mas sim de chineses. A grande maioria de grandes obras e investimentos realizados no país tem como origem capital chinês.

A impressão que fica é que Filipinas tinha tudo para ser um dos países mais promossores do mundo, porém o desenvolvimento econômico é fortemente limitado por problemas sociais, e direcionado por grandes empresas e investidores internacionais, o que faz com que o país seja apenas um grande mercado consumidor para outros países asiáticos e ocidentais, porém atualmente sem muitos recursos e competências para competir com eles.

domingo, 1 de agosto de 2010

GK TRADE FAIR

Essa sexta-feira, dia 28 de Julho terminamos a primeira etapa do trabalho aqui em Davao. Durante a semana trabalhamos no evento de celebração de aniversário da Universidade de Mindanao, promovendo a organização GAWAD GALINGA, bem como os produtos desenvolvidos nos diversos locais onde comunidades GK estão presentes.

O que acontece é que uma vez que os beneficiários GAWAD KALINGA conseguem uma casa em umas das 16 comunidades GK ao redor da cidade de Davao, eles têm MUITA dificuldade em mantê-la, bem como em ganhar o dinheiro necessário para alimentação, saneamento básico, roupas, educação.

O programa de "LIVELIHOOD" trabalha justamente com isso, ou seja, em que tipo de negócios as famíias podem trabalhar para ganhar o dinheiro necessário para sobreviverem e, possivemente, no futuro, comprarem uma casa e aumentarem o nível de vida gradativamente. É justamente com isso que eu, mais cinco estudantes de ADMINISTRAÇÃO, da China, Alemanha, e Dinamarca, trabalhamos.

A organização Gawad Kalinga é conhecida por praticamente TODOS no país, no entando os produtos produzidos têm pouca relevância não só no país, mas na própria cidade. Dessa forma aproveitamos o evento da Universidade de Mindanao para montar uma "feira de mercadorias", divulgando a organização, promovendo e vendendo os diversos produtos GK.

Alguns desses produtos são:

           - Carteiras, porta moedas;
           - Bolsas, sacolas;
           - Artesanados;
           - Bala de coco;
           - Doce de banana;
           - Bala de tamarindo;
           - Camisetas, bonés;

Arrecadamos cerca de 2.000 pesos filipinos por dia.

Porém o mais importante não é o dinheiro arrecadado, mas sim mostrar que os produtos são viáveis.

Nosso objetivo até o final do trabalho é trabalhar junto com cada produtor sob a ótica do empreendedorismo e deixar para cada um deles um "plano de negócios", com propostas de melhorias para que eles possam tocar seus negócios de uma forma que estes sejam mais rentáveis do que quando chegamos em Davao há 30 dias.